15 de jul de 2010

Adobe InDesign CS 5 - complementação para as novas mídias

Prá quem tá ralando, diagramando paginando montando páginas para impressão com o CS4, esse não mudou muito não.
Tem boas coisas que ajudam no dia-a-dia da ralação.
Mas pra quem tá pesquisando, descobrindo novas áreas no mundo virtual, aí tem coisa boa paca.
Confesso que não usei o CS4 muito tempo, curti bastante o CS3 para impressão.
Não consegui me aprofundar nos cripts para web, nem nas facilidades que oferece para acompanhamento de estilos variados.
Mas em termos de web e e-book, tava devendo. E Muito.
Daí veio o CS4 com saídas para xhtml redondas, usando melhor as CSSs.
Para impressão não sei, confesso que não vi nem vivi.





Agora o CS5, com saídas de xhtml, css, saídas para animações (voce pode criar nele mesmo), inclusão de sons e etc.Parece que estou virando programador. E eu que brigava com o Flash por se tornar programável demais.
O Indesign CS5 tem muitas coisas realmente boas mas o que interessa mais nesse post é a parte sobre e-books.
Imagina que o CS4 já tinha avançado muito nessa área, e agora, o CS5 vem completemntar tapando os furos, complementando o que mais queríamos que o programa fizesse.
É uma pena que não temos tempo de usar todo potencial que cada programa oferece.
Lá se foi a época em que o PageMaker 6.5 reinou absoluto durante anos.
Agora fazemos impressos, virtuais, animações, transformamos arquivos para impressão em arquivos maleáveis para ser lido em qualquer em formato.
É como se pegássemos a transformação do som do vinil em cd e criássemos o mp3, mp4 e por que não? cinema. Filmes.
Mas isso fica pra outro post. O que o CS5 está acrescentando nas saídas para a mídia virtual?

Nenhum comentário: