30 de jul de 2008

Tutorial: InDesign CS3 + XHTML + Dreamweaver - 2

Opções de exportação de XHTML

Na caixa de diálogo ‘XHTML’ (Arquivo > Exportação de mídia cruzada > XHTML / Dreamweaver), especifique as seguintes opções.

Opções gerais

A área ‘Geral’ inclui as seguintes opções.

Exportação
Determina se apenas os itens selecionados ou se o documento completo será exportado. Caso um quadro de texto seja selecionado, toda a matéria — incluindo o texto com excesso de tipos — será exportada.
Se ‘Documento’ for selecionado, todos os itens de página de todas as páginas espelhadas serão exportados, com exceção de itens de página-mestre que não foram substituídos e itens de página em camadas invisíveis. Marcas de formatação XML e índices e sumários gerados também são ignorados.

Marcadores
Selecione 'Mapear para lista desordenada' para converter parágrafos de marcador em itens de lista, que são formatados em HTML usando a marca de formatação
    . Selecione 'Converter em texto' para formatar usando a marca de formatação

    com os caracteres do marcador como texto.

    Números
    Determina como os números são convertidos no arquivo HTML.

    Mapear para a lista ordenada
    Converte as listas numeradas em itens de lista, que são formatados em HTML usando a marca de formatação

    Mapear para a lista ordenada estática
    Converte as listas numeradas em Itens de lista, mas designa um atributo baseado no número atual do parágrafo no InDesign.

    Converter em texto
    Converte as listas numeradas em parágrafos que iniciam com o número do parágrafo atual como texto.

    Opções de imagens

    No menu ‘Copiar imagens’, determine como as imagens são exportadas para HTML.

    Original
    Exporta a imagem original para a subpasta imagens da Web. Quando esta opção é selecionada, as outras opções ficam esmaecidas.

    Otimizada
    Permite alterar as configurações para determinar como a imagem é exportada.

    Formatada
    Preserva a formatação do InDesign como, por exemplo, rotação ou escala, tanto quanto possível nas imagens da Web.

    Conversão de imagem
    Permite escolher se as imagens otimizadas do documento serão convertidas em GIF ou JPEG. Escolha ‘Automático’ para deixar que o InDesign decida o formato a ser usado em cada ocorrência.

    Opções GIF (Paleta)
    Permite controlar como o InDesign processará as cores ao otimizar arquivos GIF. O formato GIF usa uma paleta de cores limitada, que não pode exceder 256 cores.
    Escolha ‘Adaptável’ para criar uma paleta com uma amostra representativa de cores do gráfico sem nenhum pontilhamento (mistura de pequenos pontos coloridos para simular outras cores). Escolha ‘Web’ para criar uma paleta de cores válidas para a Web que são um subconjunto das cores dos sistemas Windows e Mac OS. Escolha ‘Sistema’ (Win) ou ‘Sistema’ (Mac) para criar uma paleta usando o sistema interno de paleta de cores. Essa opção pode causar resultados inesperados.

    Opções JPEG (Qualidade de imagem)
    Determina a compensação entre a compactação (para tamanhos menores de arquivo) e a qualidade de imagem para cada imagem JPEG criada. ‘Baixa’ produz os menores arquivos com a qualidade de imagem mais baixa.

    Opções JPEG (Método de formatação)
    Determina a rapidez de exibição de gráficos JPEG quando o arquivo com a imagem é aberto na Web. Escolha ‘Progressivo’ para que as imagens JPEG sejam exibidas gradualmente e cada vez com mais detalhes durante o download. (Os arquivos criados com esta opção são um pouco maiores e necessitam de mais memória RAM para serem exibidos.) Escolha ‘Linha de base’ para fazer com que cada arquivo JPEG seja exibido apenas depois do download completo; um espaço reservado aparece no local até que o arquivo seja exibido.

    Vincular ao caminho do servidor
    Em vez de exportar imagens para uma subpasta, essa opção permite inserir um URL local (como, por exemplo, "imagens/") que será exibido à frente do arquivo de imagem. No código HTML, o atributo do vínculo exibe o caminho e a extensão especificada. Essa opção é especialmente eficaz quando você está convertendo imagens em imagens compatíveis com a Web.

    Nota: O InDesign não verifica o caminho especificado para scripts Java, estilos CSS externos ou pastas de imagem. Sendo assim, use o editor de HTML para verificar os caminhos.

    Opções avançadas
    Use a área ‘Avançado’ para configurar as opções de CSS e JavaScript.

    Opções de CSS CSS (Cascading Style Sheets) são uma coleção de regras de formatação que controlam a aparência do conteúdo em uma página da Web. Quando você usa CSS para formatar uma página, o conteúdo é separado da apresentação. O conteúdo da página—o código HTML—reside no próprio arquivo HTML, enquanto as regras de CSS, que definem a apresentação do código, residem em outro arquivo (uma folha de estilos externa) ou no documento HTML (normalmente na seção Head). Por exemplo, você pode especificar diferentes tamanhos de fontes para o texto selecionado e pode usar CSS para controlar o formato e o posicionamento de elementos de bloco em uma página da Web.
    Ao exportar para XHTML, é possível criar uma lista de estilos CSS que são exibidos na seção Head do arquivo HTML com declarações (atributos) vazias. É possível editar essas declarações posteriormente em um editor de HTML como, por exemplo, o Dreamweaver. É possível escolher ‘Sem CSS’ para omitir a seção CSS ou é possível especificar um CSS externo. Se você selecionar ‘CSS externo’, especifique o URL da folha de estilos CSS, que normalmente é um URL relativo, como, por exemplo "/styles/style.css". O InDesign não verifica se o CSS existe ou é válido; portanto, será necessário usar o editor de HTML para confirmar a configuração CSS externa.

    Opções de JavaScript
    Selecione ‘Vínculo para JavaScript externo’ para executar um JavaScript quando a página HTML for aberta. Especifique o URL do JavaScript, que normalmente é um URL relativo. O InDesign não verifica se o JavaScript existe ou é válido.


Tutorial: InDesign CS3 + XHTML + Dreamweaver - 1

Exportar o conteúdo para XHTML / Dreamweaver

Procurando saber mais sobre a interação entre InDesign CS3 e Dreamweaver, (afinal, pra quem trabalha com editoração e com webdesigner é uma mão na roda) encontrei um toturial da Adobe realmente ótimo.
Reproduzo aqui uma pequeníssima parte à título de informação.
Segue texto do tutorial:

A exportação para XHTML é um modo fácil de obter o conteúdo do InDesign em formato pronto para a Web. Ao exportar o conteúdo para XHTML, é possível controlar como as imagens são exportadas, mas a formatação do texto não é preservada. No entanto, o InDesign preserva os nomes dos estilos de parágrafo, caractere, objeto, tabela e célula aplicados ao conteúdo exportado marcando o conteúdo XHTML com classes de estilo CSS com o mesmo nome. Usando um editor de HTML compatível com CSS, como, por exemplo, o Adobe Dreamweaver ou o Adobe GoLive, é possível aplicar formatação e layout ao conteúdo de forma rápida.

O que é exportado

O InDesign exporta todas as matérias, gráficos vinculados e incorporados, arquivos de filme SWF, notas de rodapé, variáveis de texto (como texto), listas com marcadores e numeradas e hiperlinks que saltam para texto. As tabelas também são exportadas, mas certos tipos de formatação como, por exemplo, traçados de tabela e de células, não são exportados.

O que não é exportado

O InDesign não exporta objetos desenhados (como retângulos, círculos e polígonos), arquivos de filme (exceto os SWF), hiperlinks (exceto aqueles que saltam para texto), objetos colados (incluindo imagens coladas do Illustrator), texto convertido em contorno, marcas de formatação XML, livros, marcadores, glyphlets SING, marcadores de índice, objetos na área de trabalho que não estão selecionados ou não tocam na página ou itens de página-mestre (a menos que tenham sido substituídos ou selecionados antes da exportação).

Ordem de leitura

O InDesign determina a ordem de leitura dos objetos da página examinando da esquerda para a direita e de cima para baixo. Em algumas ocorrências, especialmente em documentos complexos com várias colunas, os elementos de design podem não ser exibidos na ordem de leitura desejada. Use o Dreamweaver (ou outro editor de HTML) para reorganizar e formatar o conteúdo.

Antes de exportar, você poderá influenciar a ordem de leitura ao agrupar objetos relacionados. Os objetos agrupados no InDesign também serão agrupados no XHTML.

1 - Caso você não esteja exportando o documento completo, selecione os quadros de texto, o intervalo de texto, as células da tabela ou os gráficos que deseja exportar.

2 - Escolha Arquivo > Exportação de mídia cruzada > XHTML / Dreamweaver.

3 - Especifique o nome e o local do documento HTML e clique em Salvar.

4 - Na caixa de diálogo ‘Opções de importação de XHTML’, especifique as opções desejadas nas áreas ‘Geral’, ‘Imagens’ e ‘Avançado’ e clique em ‘OK’.

Um documento com o nome especificado e extensão .html (como, por exemplo, "boletim.html") é criado, e uma subpasta de imagens da Web (como "imagens da Web do boletim") é salva no mesmo local, se especificado.

17 de jul de 2008

InDesign - Adição de objetos a camadas

Uma dica muito interessante aos usuários do Indesign, que às vezes deixa de usar um ótimo recurso do programa por simples falta de conhecimento. Coisinha bem simples, aliás.

Trata-se da adição de objetos à camadas

Qualquer novo objeto é inserido na camada de destino, a camada que está exibindo o ícone de caneta no painel 'Camadas' no momento. A definição de uma camada como destino também a seleciona. Se várias camadas estiverem selecionadas, o fato de tornar uma delas o destino não altera a seleção. Porém, definir uma camada externa à seleção como destino anulará a seleção das outras camadas.
É possível adicionar objetos à camada de destino usando qualquer um dos seguintes métodos:
Criando novos objetos com a ferramenta 'Tipo' ou com as ferramentas de desenho
Importando, inserindo ou colando texto ou gráficos
Selecionando objetos em outras camadas e, em seguida, movendo-os para a nova camada
Não é possível desenhar nem inserir um novo objeto em uma camada oculta ou bloqueada. Quando você seleciona a ferramenta 'Tipo' ou uma ferramenta de desenho (ou insere um arquivo com a camada de destino oculta ou bloqueada), o ponteiro muda para um ícone de lápis riscado quando é posicionado sobre a janela do documento. Exiba ou desbloqueie a camada de destino, ou defina como destino uma camada visível desbloqueada. Se escolher 'Editar' > 'Colar' quando a camada de destino estiver oculta ou bloqueada, uma mensagem de alerta lhe dará a opção de exibir ou desbloquear a camada de destino.
Quando você clica em uma camada no painel 'Camadas' para defini-la como destino, o ícone de caneta será exibido na camada em que você tiver clicado e a camada também ficará destacada para indicar que está definida como destino.


Selecionar, mover e copiar objetos de camadas
Por padrão, você pode selecionar qualquer objeto em qualquer camada. No painel 'Camadas', os pontos marcam as camadas que contêm os objetos selecionados. A cor de seleção da camada ajuda a identificar a camada de um objeto. Para impedir a seleção de objetos de uma camada específica, bloqueie essa camada.
Siga um destes procedimentos:Para selecionar todos os objetos de uma camada específica, mantenha pressionada a tecla Alt (Windows) ou Option (Mac OS) enquanto clica em uma camada no painel 'Camadas'.
Para mover ou copiar objetos para outra camada, use a ferramenta 'Seleção' para selecionar um ou mais objetos contidos em um uma página de documento ou página-mestre. No painel 'Camadas', arraste o ponto colorido localizado no lado direito da lista de camadas para mover os objetos selecionados para outra camada.

Colar objetos em outras camadas
O comando 'Colar recorda camadas' influencia a forma como os objetos colados de outros locais interagem com as camadas existentes:
Se o comando 'Colar recorda camadas' estiver selecionado, os objetos recortados ou copiados de outras camadas manterão suas atribuições de camadas quando colados na nova página ou posição. Se você colar objetos em um documento que não contém as mesmas camadas que o documento do qual foram copiados, o InDesign adicionará os nomes de camada dos objetos ao painel 'Camadas' do segundo documento e colará cada objeto em sua respectiva camada.
Se o comando 'Colar recorda camadas' não estiver selecionado, os objetos recortados ou copiados de outras camadas são colados juntos na camada de destino.
A opção 'Colar recorda camadas' deverá estar desmarcada no menu do painel 'Camadas'. Selecione os objetos e escolha 'Editar' > 'Copiar' ou 'Editar' > 'Recortar'. No painel 'Camadas', clique em outra camada para defini-la como destino. Escolha 'Editar' > 'Colar'

Duplicar uma camada
A duplicação de uma camada copia seu conteúdo e configurações. A camada duplicada é exibida acima da camada original no painel 'Camadas'. Qualquer quadro duplicado que tenha sido encadeado a outros quadros na camada permanecerá encadeado. Quadros duplicados, cujos originais foram encadeados a outros quadros em outras camadas, não estarão mais encadeados àqueles quadros.
No painel 'Camadas', siga um destes procedimentos:Selecione o nome da camada e escolha 'Duplicar camada [nome da camada]' no menu do painel 'Camadas'.
Arraste o nome da camada e solte-o no botão 'Nova camada'.

Alterar a ordem das camadas
Para alterar a ordem de empilhamento das camadas do documento, reorganize as camadas no painel 'Camadas'. A reorganização de camadas irá alterar a ordem delas em todas as páginas, não apenas na página espelhada de destino.
No painel 'Camadas', arraste uma camada para cima ou para baixo na lista. Também é possível arrastar várias camadas selecionadas.

E é isso aí, vamos utilizar mais as camadas (layers)

Prefeita chilena coloca professor de castigo: ficar virado para a parede

Um professor de uma área rural chilena está há mais de uma semana – durante o horário de expediente – olhando para uma parede, cumprindo um castigo imposto pela prefeita que ficou incomodada com algumas críticas.
O insólito episódio, segundo a edição de sexta-feira (16) do jornal Las Ultimas Noticias, afeta o professor Patricio González, que durante 30 anos foi diretor da escola rural de Lo Rojas, um vilarejo de 400 habitantes do município de La Cruz, cerca de 100 km ao norte de Santiago.

No ano passado, o mau tempo provocou a queda de uma ponte que deixou os habitantes de Lo Rojas isolados. O professor liderou as reivindicações dos moradores à prefeita Maite Larrondo para a reconstrução da ponte. A vindita da chefe do Executivo do município foi ordenar a mudança do professor para o colégio Leonardo Da Vinci, onde deveria ter começado a trabalhar este mês. No último dia 4, mna véspera de sua apresentação no novo local de trabalho, González foi comunicado que, por ordem da prefeita, ele tinha um novo destino: uma escrivaninha na Direção de Educação Municipal.

Quando González perguntou à prefeita Larrondo qual seria seu trabalho, ela respondeu: “Olhe para a parede”. Obediente, González girou sua escrivaninha e desde então sua jornada de trabalho transcorre com a parede como único horizonte, segundo uma foto publicada pelo jornal. Os vereadores de La Cruz apóiam o professor e acusam a prefeita, membro da ultraconservadora União Democrata Independente (UDI), de “autoritarismo, intolerância, vingança”, por isso exigiram que termine com a represália. O deputado Marco Enríquez Ominami interveio e definiu a situação como “um caso esquisito” que deve ter uma solução rápida.

Na manhã desta segunda-feira, uma entidade de defesa dos direitos humanos entrará com uma ação judicial contra a prefeita.

Texto extraído do livro Introdução ao Estudo do Direito, de Cleyson de Moraes Mello, publicado pela Freitas Bastos Editora.

InDesign - Algumas dicas muito úteis

Segue abaixo mais algumas dicas pra facilitar o dia-a-dia de quem usa o InDesign

Como adicionar numeração de página, seção e capítulo

Determine qual o tipo de numeração você deseja usar no documento ou livro. Em documentos longos, é possível atribuir números de capítulos. Cada documento pode possuir apenas um número de capítulo atribuído. Se você desejar usar uma numeração diferente em um documento, poderá definir faixas de páginas como seções; essas seções podem ser numeradas de forma diferente. Por exemplo, as dez primeiras páginas de um documento (a introdução) podem ser numeradas usando numerais romanos e o restante do documento pode ser numerado com numerais arábicos, começando na décima-primeira página, que, neste exemplo, será a página 1.
Adicionar um número de página atualizado automaticamente
Adicione um marcador de numeração de páginas para especificar a posição e a aparência do número na página. Como o marcador de numeração de páginas faz atualizações automáticas, o número de página que ele exibe é sempre correto, ainda que você adicione, remova ou reorganize páginas no documento. O estilo e formato de marcadores de numeração de páginas podem ser definidos da mesma forma que ao definir texto.
Um único documento do InDesign pode conter até 9.999 páginas, mas a numeração das páginas pode ir até 99.999. Por exemplo, um documento de 10-páginas pode começar na página 9.949. Por padrão, a primeira página é uma página de frente (direita), de número 1. As páginas com número ímpar são sempre exibidas do lado direito; se o comando ‘Opções da seção’ alterar a numeração da primeira página para um número par, ela se torna uma página de verso (esquerda).
Se a numeração automática de página estiver em uma página-mestre, o número exibirá o prefixo da página-mestre. Em uma página de documento, o número automático de página exibe o número da página. Na área de trabalho, o número exibe AT.
Se necessário, crie um novo quadro de página grande o suficiente para comportar o número de página mais longo e o texto que você deseja que seja exibido próximo a ele (como, por exemplo, o marcador de seção ou o nome do documento). Posicione o quadro de texto no local no qual deseja que o número de página seja exibido.
Se desejar que um número de página seja exibido em todas as páginas baseadas em uma página-mestre, crie o quadro de texto número de página em uma página-mestre. Além do número de página, é possível adicionar outras variáveis de cabeçalho e rodapé, como, por exemplo, a data de criação ou o nome do arquivo.
No quadro de texto número de página, adicione o texto ou as variáveis que serão exibidas antes ou depois do número de página.
Posicione o ponto de inserção no local no qual deseja que o número da página seja exibido e escolha ‘Tipo’ > ‘Inserir caractere especial’ > ‘Marcadores’ > ‘Numeração automática de página’.
O marcador ‘Numeração automática de página’ também está disponível no menu contextual. Para ver o menu contextual, posicione o ponto de inserção de texto no quadro de texto número de página , clique com o botão direito do mouse (Windows) ou pressione Control (Mac OS) e escolha ‘Inserir caractere especial’ > ‘Marcadores’ > ‘Numeração automática de página’.
Por padrão, as páginas são numeradas com algarismos arábicos (1, 2, 3...). No entanto, podem ser usados algarismos romanos maiúsculos ou minúsculos (i, ii, iii...) ou numeração alfanumérica (a, b, c...).

Como adicionar um número de capítulo atualizado automaticamente

É possível adicionar uma variável de número de capítulo ao documento. Como os números de páginas, os números de capítulos podem ser atualizados automaticamente e definidos da mesma forma que ao definir texto. Uma variável de número de capítulo normalmente é usada em documentos que são parte de um livro. Um documento pode possuir apenas um número atribuído a ele; se desejar dividir um único documento em capítulos, em vez disso será possível criar seções.
Se necessário, crie um quadro de texto no local no qual deseja que o número do capítulo seja exibido. Se desejar que um número de capítulo seja exibido em várias páginas, crie o quadro de texto em uma página-mestre e aplique a página-mestre às páginas do documento.
No quadro de texto número do capítulo, adicione o texto que será exibido antes ou depois do número do capítulo .
Posicione o ponto de inserção no local no qual deseja que o número do capítulo seja exibido e escolha ‘Tipo’ > ‘Variáveis de texto’ > ‘Inserir variável de texto’ > ‘Número do capítulo’.
É possível atualizar o número inicial e o formato da numeração dos capítulos escolhendo Layout > Opções de numeração e seção.

Como adicionar um marcador de seção atualizado automaticamente

Em páginas ou páginas-mestre usadas em uma seção, arraste a ferramenta ‘Tipo’ para criar um quadro de texto grande o suficiente para o texto do marcador de seção, ou clique em um quadro existente.
Escolha ‘Tipo’ > ‘Inserir caractere especial’ > ‘Marcadores’ > ‘Marcador de seção’.
Na página-mestre A, o marcador de seção (à esquerda) e o marcador de seção com o número de página inserido (à direita)

Como alterar o formato da numeração de página e dos capítulos

Escolha ‘Layout’ > ‘Opções de numeração e seção’.
Em ‘Numeração de página’ ou ‘Numeração do capítulo’, selecione um novo formato de número para ‘Estilo’.
Clique em ‘OK’.

É isso aí. Espero que seja realmente útil.